Abre-alas


A mim chegaram aos montes
Bem arranjadas, ácidas, curtidas
Tentei asfixiá-las em meu silêncio
Mas são danadas as palavras

Fanfarronas, espaçosas, enxeridas
Sem que intimidade lhes desse
Se fizeram cativas

Um belo dia o Ministério das Relações Interiores interveio
Mediou um acordo de paz
Eu não mais questionaria a que vieram
E as palavras minha cabeça não martelariam mais

Não é que pararam de me atormentar?
Acho que o que elas tanto queriam
Era apenas passar